Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

TECNOLOGIA| Aplicativo para coleta de dados se torna ferramenta de trabalho na Sanesul

Há mais de um ano, Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul faz testes e 178 colaboradores passaram por treinamento

©Divulgação
A Sanesul adotou um aplicativo coletor de dados pelo aparelho smartphone que atende o Sistema de Informações Básicas Operacionais (SIBO) da empresa, para ações da Gerência de Sistemas de Abastecimento de Água (GESAA). O aparelho funciona em campo sem a necessidade do uso de internet e vem sendo testado desde o ano passado. “Ao todo, 178 colaboradores passaram por treinamentos para o manuseio da ferramenta e, agora, a utilizam diariamente como instrumento de trabalho, fornecendo dados quase em tempo real aos gestores e gerentes”, informou o diretor Comercial e de Operações da Sanesul, Onofre Assis de Souza.
©Divulgação
A novidade tecnológica representa avanço à espera pela informação. “Antes a coleta de dados era feita todo dia manualmente e, depois, uma pessoa repassava todas as informações ao final do mês numa planilha e gerava o relatório. Hoje a análise é feita de imediato, o que garante a qualidade de informações e melhores indicadores para empresa e agilidade para solução de problemas. Além disso, as informações são rastreáveis e aferíveis através de fotografias tiradas no momento da leitura”, explicou o gerente da GESAA, engenheiro Elthon Teixeira.
©Divulgação
Com a coleta de dados pelo aplicativo que fotografa a leitura do aparelho, o gestor de processos, engenheiro eletricista Alexandre Santos Andrade Monteiro, explica que é possível identificar a quantidade de produção de água, o consumo de energia elétrica, como se encontra a vazão do processo e tem acesso diário ao volume de produção e horas trabalhadas dos equipamentos. “A foto do medidor reduz a chance de erros, o gestor tem como saber o quanto está consumindo de energia, se a bomba precisa de manutenção e os números geram observações críticas que permitem alertas para redução de custos”, disse.

Assim, de acordo com o engenheiro Alexandre, se há falha na bomba, é visível logo após a leitura de dados e transferência ao sistema. “Antes demorava um mês para observar que a bomba estava prestes a queimar e o intuito da ferramenta é a prevenção com melhorias em tempo real”, justificou o gestor de processos.

Para o técnico em desenvolvimento operacional, Rodrigo Pereira Rodrigues, que ensinou o passo a passo do aplicativo para os colaboradores da Sanesul, a vantagem do programa é a confiança nas informações. “Com essa ferramenta, temos uma divisão de responsabilidades. O coletor faz o registro e, nele, se coloca o horário da foto, os números. Se digitar errado, tem a imagem catalogada para comprovar a informação que pode ser conferida pelo supervisor. Com base nesses dados, o gestor e o gerente poderão fazer seus planejamentos”, comentou o técnico Rodrigo.

SIBO

Para gestora de Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas da Sanesul, Dulce Garcia, a empresa vem inovando e investindo em novos mecanismos que garantem celeridade nos serviços. O Sistema de Informações Básicas Operacionais (SIBO), da Sanesul, existe há mais de 30 anos, segundo informações do engenheiro Antônio Arashiro. “No começo, as informações vinham pelo malote e se consolidavam pela gerência operacional. Eram muitos papéis. Depois, informatizaram com o uso do Excel, mas ainda vinha por correspondência. Alguns anos depois, o supervisor fazia a digitação com todos os dados coletados no mês e enviava por e-mail. Hoje, com esse aplicativo, de um dia para o outro, você tem total controle sobre o abastecimento”, comparou.

Em Três Lagoas, os agentes operacionais foram os primeiros a receber o treinamento e a utilizar o aplicativo. “A tecnologia só veio para somar, foi de suma importância, acompanhamento diário, crítica já acusa, hora que sincroniza o aparelho smartphone com o computador, o aplicativo já aponta se há alguma anomalia. Para nós, tem feito a diferença”, disse o gerente regional, em Três Lagoas, Adilson Silva Bahia.

O diretor financeiro da Sanesul, André Soukef, esclareceu que a empresa mais uma vez investiu em tecnologia para obter melhores resultados no trabalho. “A nossa expectativa é gerar ferramenta para áreas afins, dotando de informações mais confiáveis para assertividade da área operacional”, destacou o diretor.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.