Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

TCE-MS| Tribunal promove tarde de conscientização sobre câncer de mama

©Divulgação
A sexta-feira, 26 de outubro, foi de alerta para as servidoras do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul que, mais uma vez, aderiu a campanha Outubro Rosa, um movimento internacional de prevenção e combate ao câncer de mama. 

A enfermeira da unidade do Hospital do Amor, em Campo Grande, Raquel Rodrigues Pereira, abriu as palestras alertando sobre o crescente número de casos de câncer de mama no Brasil, mesmo diante de tantas campanhas de esclarecimento sobre a doença. “É fundamental que as mulheres façam o autoexame com frequência, mamografias regulares. Hábitos saudáveis, como uma dieta balanceada, atividades físicas e não fumar ajudam bastante na prevenção a doença”.
©Divulgação
“Terapias alternativas na prevenção do câncer” foi o tema abordado em seguida pela fisioterapeuta Fernanda Pesconi da Silva Frias e a terapeuta floral e holística, Cibely Rabelo. Elas mostraram como a acupuntura, os florais e o Reiki podem ajudar pacientes em tratamento, fortalecendo o sistema imunológico, reduzindo as dores e os efeitos da quimioterapia, e proporcionando o equilíbrio emocional. “Nós temos vários tipos de tratamento para prevenção e ajuda no tratamento; todos com resultados comprovados cientificamente. O princípio deles vem do equilíbrio energético”, explicou Fernanda. Já Cibely falou sobre a importância do resgate da autoestima e da importância de se libertar de sentimentos ruins como o rancor e o ódio.

Sobre o câncer

O câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano e também acomete homens, porém representando apenas 1% do total de casos da doença.Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Estatísticas indicam aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Em 2018, segundo o INCA, a estimativa é de quase 60 mil novos casos, causando a morte de quase 10 mil pessoas.

O câncer surge da transformação de células normais em células tumorais em um processo de vários estágios, que geralmente progridem de uma lesão pré-cancerosa para tumores malignos. Essas mudanças são o resultado da interação entre os fatores genéticos de uma pessoa e de agentes externos como substâncias químicas cancerígenas, componentes do fumo do tabaco, contaminantes alimentares e da água potável e de infecções por certos vírus, bactérias ou parasitos. A incidência da doença aumenta drasticamente com a idade, principalmente se associada ao consumo de tabaco e de álcool, uma dieta pouco saudável e a inatividade física.

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais e o diagnóstico precoce aumenta a chance de tratamento e de cura. O autoexame deve ser feito com regularidade e, na maioria dos casos, é onde são encontradas as pequenas alterações mamárias. Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres a partir de 50 anos de idade façam uma mamografia de rastreamento a cada dois anos.

Desafio TCE na medida

Logo após as palestras, foi lançada mais uma edição do “Desafio TCE na medida”, que como o próprio nome diz, desafia servidoras e servidores do TCE a adotarem hábitos de vida saudável, melhorando a percepção dos participantes quanto à alimentação, diminuindo o consumo de alimentos industrializados e processados, tudo isso aliado a uma prática de atividade física.

A nutricionista Juliana Mendonça aproveitou a campanha do Outubro Rosa para falar sobre os alimentos que propiciam o surgimento do câncer. “O açúcar é o principal vilão da nossa alimentação. Depois dele vêm os embutidos e as gorduras. As pessoas precisam parar de arrumar desculpas para não comer corretamente e não fazer uma atividade física”.

A tarde também foi marcada, ainda, por emoção e atividades voltadas para o público feminino, como sorteio de brindes, aferição de pressão e glicemia, e exposição de produtos de maquiagem.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.