Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

OPOSIÇÃO RESPONSÁVEL| Vamos continuar nas trincheiras em defesa da maioria dos trabalhadores brasileiros

©Divulgação
O deputado Cabo Almi(PT), foi o primeiro parlamentar a se posicionar da tribuna da Assembleia Legislativa sobre o resultado das urnas que elegeu no último domingo (28/10) o próximo presidente da República. Na avaliação do parlamentar, foi um resultado excelente para o Partido dos Trabalhadores que obteve mais de 47 milhões de votos. 

O candidato natural seria o ex-presidente Lula para ganhar no primeiro turno, mas, parte da mídia, do ministério público, do poder judiciário e dos congressistas descompromissados com a democracia, desconstruíram a candidatura e impuseram uma condenação sem provas, levando Lula que aparecia em primeiro lugar em todas as pesquisas à prisão. 

O professor Fernando Haddad que seria o vice de Lula, passou a ser o candidato do partido com pouquíssimo tempo para consolidar junto a sociedade seu nome, na condição de candidato substituto, mesmo assim, foi para o segundo turno desbancando os grandes nomes e tradicionais partidos. Haddad foi para o segundo turno e obteve a expressiva votação com mais de 47 milhões de votos no final da apuração. 

Cabo Almi disse que o PT como um partido que respeita o processo democrático, reconhece a legitimidade do pleito e Jair Bolsonaro como o futuro presidente da República. O parlamentar deseja boa sorte e espera que o Brasil seja bem governado, mas alerta: "não vamos fazer uma oposição do quanto pior melhor," mas não vamos aceitar em momento algum a retirada das políticas públicas e as conquistas sociais que beneficiam a maioria dos trabalhadores brasileiros. 

Esperamos que a polícia federal, o ministério público e a justiça façam com liberdade as necessárias atuações para prender os verdadeiros corruptos que envergonham nosso país. 

Finalmente Cabo Almi asseverou: o PT é grande e forte, nenhum outro partido suportaria o bombardeio de grande parte da mídia, do ministério público e do judiciário com delações mentirosas na última semana da campanha eleitoral. 

Vamos fazer uma oposição construtiva, más não vamos abandonar as trincheiras em defesa dos direitos da maioria dos brasileiros, fruto de conquistas nos governos do Partido dos Trabalhadores. 

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.