Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Odilon assina termo de compromisso para fortalecimento do SUS

Candidato recebeu servidores da saúde em seu escritório e se comprometeu a cumprir a Lei nº 5.175

©Divulgação
Respeito aos servidores da saúde e fortalecimento do SUS (Sistema Único de Saúde) já fazem parte das propostas do candidato ao governo de Mato Grosso do Sul pelo PDT, juiz Odilon de Oliveira. Mesmo assim o pedetista assinou na tarde desta terça-feira, 2, um termo de compromisso com representantes do Sintss (Sindicato dos Trabalhos em Seguridade Social em Mato Grosso do Sul) para reafirmar essas práticas em caso de vitória nas eleições.

No documento Odilon se compromete a dar prioridade ao fortalecimento do SUS, por meio de parceria com os municípios e a União para investir mais recursos na saúde básica com intuito de prevenir doenças, como forma de reduzirmos a superlotação das unidades hospitalares.

Odilon também firmou cumprir a Lei nº 5.175, de 6 de abril de 2018, que dispõe sobre a reorganização das carreiras Gestão do Sistema Único de Saúde e Gestão de Serviços Hospitalares do Grupo Saúde Pública, integrada por cargos efetivos do Plano de Cargos, Empregos e Carreiras do Poder Executivo; reestrutura o quadro de pessoal da SES (Secretaria de Estado de Saúde) e da Funsau-MS (Fundação de Serviços de Saúde de Mato Grosso do Sul).

O candidato garantiu que caso seja eleito, essa será uma das mudanças que sua gestão promoverá. “Temos que acabar com a corrupção, acabar com gastos de propaganda desnecessários e assim cumprir essa lei. O governador atual a sancionou e não a está cumprindo”.

Além da valorização dos servidores da saúde, a gestão também se compromete em fazer, de fato, a regionalização da saúde pública, levando o médico e todos os demais profissionais da área para perto do cidadão, incluindo os laboratórios de análises clínicas.

“Nossa gestão vai ter o servidor como parceiro do bom serviço público, com qualidade e estruturação necessária para o bom atendimento pelo SUS. Nossa população, que já paga uma alta carga tributária, deve receber a contrapartida do Estado, por meio de atendimento de qualidade na saúde e demais áreas”, dizia trecho do documento assinado por Odilon.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.