Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

CCR MSVia informa| Há quatro anos salvando vidas na BR-163/MS

©Divulgação

Por: Fausto Camilotti *

Muita gente nos pergunta como vai ficar a concessão da BR-163/MS. Não sabemos responder. A proposta feita pela CCR MSVia às autoridades é renegociar o contrato de maneira a viabilizar a continuidade do trabalho da Concessionária em Mato Grosso do Sul.

Do ponto de vista de obras, paralisamos todas as frentes de trabalho. As condições físicas da infraestrutura existente continuam sendo monitoradas pelas nossas equipes de manutenção, conserva e obras, de maneira a não perder aquilo que já realizamos.

As equipes de manutenção, aliás, mantêm roçada e capina das áreas verdes dentro da faixa de domínio e cuidam rigorosamente da sinalização horizontal (faixas e tachas refletivas) e vertical (placas em geral).

Mas o nosso objetivo com este artigo é ressaltar uma conquista dos usuários da BR-163/MS que continua sendo o diferencial oferecido pela CCR MSVia: o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), que completa 4 anos de atuação neste mês de outubro.

Lançado em 14 de outubro de 2014, o SAU revolucionou a prestação de serviços aos usuários ao longo dos 845,4 quilômetros de extensão da rodovia. Desde o início da operação, esse sistema conta com 17 bases operacionais, localizadas estrategicamente no eixo da rodovia de maneira a atender com rapidez e eficácia às ocorrências rodoviárias.

Essas instalações, amplamente sinalizadas, situam-se em média, a distâncias de 50 quilômetros umas das outras. A partir delas, cerca de 500 colaboradores atuam em regime de revezamento, 24 horas por dia, todos os dias da semana (inclusive sábados, domingos e feriados). Dizemos a partir delas porque as cerca de 80 viaturas destinadas à cobertura da rodovia circulam pelos trechos em sua imensa maioria. São 9 guinchos pesados, 21 guinchos leves, 24 viaturas de inspeção de tráfego, 18 ambulâncias-resgate (5 das quais, UTIs móveis), entre outros.

Toda essa estrutura é comandada por um Centro de Controle Operacional (CCO) que monitora a rodovia integralmente a partir de mais de 470 câmeras em Circuito Fechado de TV (CFTV) e sistema privado de telecomunicações. Um videowall composto por 30 monitores de 55 polegadas, cada, permite a exibição de até 160 câmeras simultaneamente com alta resolução de imagens.

Ao lado do monitoramento das pistas, a Concessionária conta com o Disque CCR MSVia, um sistema telefônico de atendimento gratuito (inclusive para celulares) que conta com atendentes e um programa automatizado de fornecimento de informações.

Por conta dessa estrutura, de outubro de 2014 até setembro de 2018, foram atendidas mais de 530 mil ocorrências em pouco mais de 1.460 dias. A média diária ultrapassa 300 eventos. Essa atuação tem sido fundamental para salvar vidas na rodovia.

Ao lado dos melhoramentos realizados, como recuperação de mais de 500 quilômetros de pavimento, duplicação de quase 150 quilômetros de pistas e modernização da sinalização, a atuação do SAU permitiu uma redução de 32% no número de óbitos.

A BR-163/MS é hoje uma Rodovia da Vida.

(*) Fausto Camilotti é engenheiro civil com pós-graduação em Administração de Empresas e MBA em Gestão de Pessoas pela FGV. É Gestor de Atendimento da CCR MSVia.
Tecnologia do Blogger.