Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

PRF terá concurso para reforçar ações de segurança em fronteiras

Edital prevê 500 vagas e será publicado ainda neste mês

Novo concurso deverá reforçar o efetivo da PRF nas regiões de fronteira ©Divulgação
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deve lançar, ainda em setembro, edital de abertura de concurso público para preenchimento de 500 vagas para policiais. A medida faz parte de um conjunto de providências estabelecidas pelo Ministério Extraordinário de Segurança Pública (Mesp) para reforçar as ações de segurança em regiões de fronteira, como com a Bolívia e o Paraguai, por Mato Grosso do Sul, principais portas de entrada da cocaína e maconha que abastecem os grandes centros brasileiros e são enviadas ao exterior.

O concurso foi autorizado em julho, com previsão de 500 vagas e com prazo de seis meses para publicação de edital. No mês passado, portaria baixada pelo ministro Raul Jungmann delegou a responsabilidade pela realização da seleção para o cargo de policial rodoviário ao diretor-geral da própria Polícia Rodoviária Federal.

Segundo informações do Mesp ao Correio do Estado, inicialmente a previsão era de abertura de mais vagas, mas o número deve ficar em 500. 

O edital encontra-se fase de elaboração. Para o concurso, o candidato fará prova escrita, teste de capacidade física, será submetido a análise psicológica, de saúde e investigação social. Após essas fases, o futuro policial deverá passar ainda pelo curso de formação e prova de títulos.

PRIORIDADE

Ainda conforme o Mesp, o ministro Raul Jungmann estabeleceu como objetivos estratégicos para 2018 a realização de concurso público, especialmente para o atendimento de demandas das fronteiras, e também a efetivação de presença de policiais 24 horas por dia, em todos os postos de fiscalização nas fronteiras brasileiras.

Ainda que tivesse havido alerta da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) e do Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF) para a baixa quantidade de vagas, o governo federal manteve a previsão das 500 vagas, alegando comprometimento orçamentário para 2019.

INSUFICIENTE

Ontem, a FenaPRF divulgou ter recebido a notícia com bastante contentamento, mas reiterou que o número de vagas anunciado é extremamente insuficiente, diante do gravíssimo quadro de defasagem de pessoal. Atualmente, são três mil cargos vagos e outros dois mil na iminência de ficarem vacantes.

Segundo a entidade sindical, um acórdão do Tribunal de Contas da União, do ano de 2006, já trazia o alerta ao governo federal de que a Polícia Rodoviária Federal deveria contar com 18 mil policiais para a atender às demandas de mais de 72 mil quilômetros de estradas. Isso há quase 12 anos. Desde então, além do crescimento vertiginoso da frota veicular, o efetivo manteve-se inalterado e agora, com as provisões de aposentadorias nos próximos meses, poderá chegar a números de quase 30 anos atrás.

De acordo com a federação, atualmente, o número do efetivo é de 10.158 policiais. O número de cargos disponíveis é de 13.098, o que representa um deficit de 2.940 policiais. Até o fim de 2018, terá preenchido todos os requisitos previstos para a aposentadoria um total de 2.053 servidores.

Fonte: CE
Por: THIAGO GOMES
Tecnologia do Blogger.