Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

No 6° debate, Mochi sai fortalecido e candidatos replicam suas propostas

©Rachid Waqued
Durante sua apresentação no debate entre os candidatos ao governo de Mato Grosso do Sul, realizado nesta segunda-feira (24), Junior Mochi (MDB) ressaltou que vem fazendo uma campanha propositiva para vencer as eleições. Único com propostas concretas e eficaz, Mochi também teve diversas propostas citadas pelos opositores.

Marcelo Bluma (PV) citou uma das principais propostas de Mochi: ‘investir em monitoramento e fortalecimento da inteligência das polícias e implantação de tecnologias na segurança pública’. O mesmo ainda citou outra importante proposta sobre a descentralização da saúde.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) também endossou proposta amplamente difundida por Mochi no Estado: ‘trocar imposto por emprego’. Nesta proposta, Mochi defende que as empresas criem oportunidades de emprego e com isto poderão ter redução da dívida junto ao Estado.

“Atualmente, Mato Grosso do Sul tem R$ 8 bilhões inscritos na dívida ativa estadual. A maior parte desse valor é referente a multas e juros, que chegam a corresponder a 150% desses valores. A proposta é desonerar os devedores proporcionalmente às vagas de trabalho criadas como contrapartida”, informa Mochi.

Habitação

Em outro momento do debate, Mochi falou sobre habitação. “É preciso encarar a habitação não como uma política de governo, mas sim traçar um plano estratégico de estado para zerar o déficit habitacional no Estado. Vamos fazer um diagnóstico preciso de cada município e perseguir isso”.

E continuou: “no meu governo, em quatro anos, vamos fazer 30 mil unidades habitacionais. É uma meta ousada, mas possível”.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.