Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Veja o que mudou da eleição de 2014 para a de 2018

Redução do tempo de campanha, veto a financiamento empresarial, entre outras mudanças...

©Agência Brasil / José Cruz
A revista "Veja" publicou nesta sexta-feira (3) um comparativo entre as eleições de 2014 e as deste ano, destacando as principais mudanças de lá para cá. Confira:

- Decisão do STF de 2015 proibiu o financiamento empresarial;

- Dias de campanha nas ruas: em 2014, foram 90. Neste ano, serão 45 dias ao todo;

- Horário eleitoral teve seu período de duração reduzido de 45 para 35 dias;

- Horário eleitoral gratuito foi pulverizado: a divulgação será mais fracionada ao longo do dia, com a redução dos blocos e a ampliação das inserções de 30 ou 60 segundos;

- Campanhas não poderão custar mais de R$ 70 milhões. Além do fundo eleitoral, fica permitido o autofinanciamento, as doações de pessoas físicas e o uso do Fundo Partidário (verba que partidos recebem mensalmente para manutenção);

- Cláusula de barreira: doze anos após ser vetada pelo STF, a medida será aplicada nas eleições deste ano. Para ter acesso ao Fundo Partidário e ao tempo de TV nos quatro anos seguintes, um partido político deverá comprovar que representa uma parcela mínima da população, a partir dos votos para a Câmara dos Deputados;

- Fake News: o TSE constituiu um comitê formado em parceria com a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para monitorar a ocorrência de mentiras do gênero e dar respostas rápidas;

- Se identificado que o candidato vencedor se beneficiou intencionalmente de fake news, as eleições brasileiras podem até ser anuladas.

NAOM
Tecnologia do Blogger.