Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

TRÊS LAGOAS| Pais devem levar filhos aos postos de saúde para vacinação contra paralisia e sarampo

Objetivo é prevenir nossas crianças, de até cinco anos, do perigo de retorno dessas graves doenças, que estavam eliminadas no Brasil


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio do Setor de Imunização e da coordenação de cada uma das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF), desde segunda-feira (6) e até dia 31 de agosto, está convocando os pais ou responsáveis de crianças de até cinco anos de idade a comparecerem na unidade de Saúde mais próxima de suas casas, com o Cartão de Vacina de seus filhos.

Objetivo dessa convocação é vacinar todas as crianças de 1 ano a 4 anos, 11 meses e 29 dias, ou seja, de até cinco anos incompletos, contra a paralisia infantil (poliomielite) e contra o sarampo, aderindo à Campanha Nacional de Vacinação Contra a Paralisia Infantil e o Sarampo.

Segundo estimativas do Ministério da Saúde, em Três Lagoas, são 6.531 crianças, que precisam ser imunizadas contra o sarampo e a poliomielite. No estado de Mato Grosso do Sul, o público alvo de crianças dessa faixa etária é de 158.083.
Divulgação
As duas vacinas estão disponíveis em todas as unidades de UBS e de ESF da SMS de Três Lagoas, observando o horário de atendimento de cada unidade, destinado à aplicação das vacinas.

Como ocorre em todo o Brasil, o Ministério da Saúde estabeleceu o dia 18 de agosto (sábado) como o “Dia D” de Mobilização Nacional da Campanha de Vacinação contra a Paralisia Infantil e contra o Sarampo.

Nesse dia, além do atendimento nas unidades de Saúde, das 8h às 17h, sem interrupção, a SMS de Três Lagoas estará disponibilizando a vacina em Postos Móveis, que serão oportunamente divulgados para conhecimento da população.

A coordenadora do Setor de Imunização da SMS, enfermeira Humberta Azambuja orienta os pais ou responsáveis de crianças dessa faixa etária sobre a responsabilidade “que todos temos na imunização de nossas crianças contra estas sérias e graves doenças”, disse.

A enfermeira Humberta também informou que, “mesmo que o Cartão de Vacina das crianças esteja em dia, ou seja, a criança tenha sido imunizada nas devidas datas com todas as vacinas do Programa Nacional de Imunização (PNI), mesmo assim os pais ou responsáveis devem levar as crianças aos postos de saúde, para que recebam mais um reforço contra essas doenças”.

CENTROS DE EDUCAÇÃO INFANTIL - CEIs

Nesta Campanha Nacional de Vacinação contra a Paralisia Infantil e contra o Sarampo, a SMS prepara também uma ação conjunta com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) para intensificar a vacina de crianças, matriculadas nos Centros de Educação Infantil – CEIs da rede pública e particular de ensino.

Para isso, em parceria com a direção de cada CEI, os pais deverão ser comunicados sobre os dias de vacinação, para que assinem a devida autorização e encaminhem, junto com a criança o respectivo Cartão de Vacina.

“Nas Unidades de Saúde, assim como nos CEIs, só estaremos imunizando as crianças, com o devido Cartão de Vacina”, ressaltou a enfermeira Humberta.

“Esta mobilização, com o apoio dos pais e educadores e de toda a população é muito importante para o sucesso desta Campanha Nacional de Vacinação, porque todos sabem que o Ministério da Saúde vem alertando sobre doenças, já erradicadas no Brasil e que voltaram a ser motivo de preocupação entre as autoridades e profissionais da Saúde”, observou a coordenadora de Imunização.

Segundo o Ministério da Saúde, baixas coberturas vacinais, registradas nas últimas campanhas, passam a ser “uma luz vermelha” de alerta sobre o perigo do retorno dessas doenças, que podem levar à morte ou sequelas irreversíveis na saúde e qualidade de vida das crianças.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.