Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

PTB define os dois suplentes do pré-candidato ao Senado Nelsinho Trad

Empresário José Chagas, da Região Sul do Estado, e professora Terezinha Bazé, de Três Lagoas, são os nomes escolhidos, respectivamente, primeiro e segundo suplentes

Divulgação 
O empresário José Chagas (DEM), de Naviraí, 64 anos, e a professora-doutora e aposentada Terezinha Bazé de Lima (DEM), 66 anos, de Três Lagoas, são os dois suplentes do pré-candidato ao Senado, Nelsinho Trad (PTB) escolhidos pela coligação partidária, respectivamente o primeiro e a segunda suplentes. “A informação foi registrada nesta manhã à Justiça Eleitoral, conforme o prazo estabelecido pela legislação”, comentou o presidente regional do PTB, Nelsinho Trad. 

Ontem, o Partido Trabalhista Brasileiro, em Mato Grosso do Sul, realizou a convenção partidária e definiu aliança com o PSDB pela reeleição do governador Reinaldo Azambuja. Oito homens petebistas e três mulheres estão disputando as vagas de deputados estaduais na seguinte chapa: PTB, PPS, Solidariedade, PSL, PMB, PSB e PP.

Já para a disputa a deputados federais, o PTB tem dois pré-candidatos, que estão com os partidos: PTB, PSB, Solidariedade, PPS, PSL, AVANTE, PMN e PRÓS.

Primeiro suplente - Empresário da Região de Dourados José Chagas

Do trabalho na lavoura ao empreendedorismo em Naviraí e Região Sul é a história do empresário naviraense, José Chagas, do Grupo J Chagas, de 64 anos, que atualmente garante a geração direta de 380 empregos.

Natural de Alvares Machado (SP), de uma família com 10 irmãos, Chagas passou a infância no Paraná e, na adolescência, os pais vieram desbravar as terras de Naviraí. “Começamos o trabalho na lavoura. Eu sonhava em trabalhar no comércio, decidi vir para cidade e consegui um emprego de vendedor. Depois, vieram as oportunidades, me casei e com o apoio da minha esposa e da família dela, construímos o nosso patrimônio com investimentos em lojas e supermercado atacadista em Naviraí e também, empreendimentos em Iguatemi e lojas em Dourados do Supermercado Chama”, comentou o empresário. 

Experiente e empreendedor, José Chagas, pretende fazer a diferença no projeto Nelsinho Trad para o Senado de Mato Grosso do Sul. Há tempos, segundo ele, vem adiando o ingresso à disputa eleitoral e, desta vez, por se tratar de uma política de propostas para melhorias aos municípios, o empresário aceitou o desafio. “Eu já recebi vários convites para concorrer a cargos no legislativo, já fui vereador de Naviraí em 1996 e até fiz uma campanha para o executivo de Naviraí, mas nenhum projeto me convenceu e eu ainda precisava cuidar dos meus negócios. Eu desejo contribuir pela minha Região de Dourados e pela minha cidade de Naviraí, entendo que precisamos fazer política bem feita e vi nesse projeto com Nelsinho a oportunidade de trabalhar por Mato Grosso do Sul”, disse Chagas. 

Pai de três filhos, Chagas encontrou na família o apoio para voltar à política. “Recentemente, o meu filho mais velho Fábio vem assumindo a administração dos negócios e isso me deu fôlego para atender a comunidade”, comentou.

A filha caçula Fabiana é casada com o médico Nelson Bossati, de Dourados, e deu a Chagas dois netos gêmeos (José Camilo e Maria Cecília, de 1 ano e 10 meses) e, há 6 meses, nasceu o outro neto, filho do Fábio, Enrico José. “Tenho três netos, poderia só cuidar deles, mas tenho a obrigação de retribuiu aos municípios da Região Sul tudo o que conquistei nesses 47 anos de comércio”, destacou.

Com esse espírito de gratidão, Chagas participa de entidades Lions, Associação Comercial e, atualmente, é o diretor da Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados. “Graças as amizades que conquistei ao longo dos anos e dessas instituições em que participo, estou tendo a oportunidade de ser o suplente do Nelsinho Trad e pretendo cada vez mais me dedicar mais às ações sociais”, enfatizou o primeiro-suplente do pré-candidato Nelsinho Trad.

Segunda suplente – Terezinha Bazé é professora doutora de Três Lagoas

A professora doutora em Educação, Terezinha Bazé Lima, de 66 anos, de Três Lagoas, é a segunda-suplente do pré-candidato ao Senado Nelsinho Trad.
Divulgação
Pedagoga formada pela UFMS, aposentada da UFMS e professora titular da UNIGRAN/ Dourados se destaca pelas ações pelas igualdades sociais e em favor do ensino. Ao completar 60 anos, ela lançou o primeiro livro “Educação e Desenvolvimento da Competência Humana – Memória da Trajetória Construída em Vários Contextos”.

É especialista em Planejamento Didático e em Metodologia do Ensino Superior pela Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Penapólis – Estado de São Paulo. Mestre em Educação Brasileira pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP.

Já graduada, iniciou sua carreira profissional como docente na educação infantil. Ingressou como professora de Ensino Superior na UFMS, na mesma unidade em que graduou. Terezinha Bazé de Lima é professora e pesquisadora do IESF- Instituto de Ensino Superior da FUNLEC/Campo Grande da UNIGRAN e da FUNDECT-MS com projeto de pesquisa aprovado na área da formação de professores.

Na UNIGRAN exerceu o cargo diretora da Faculdade de Educação e hoje é pró-reitora de Ensino e Extensão. Também é professora titular de Graduação e Pós Graduação em cursos presenciais e na educação a distância. Bazé também integra há 30 anos o grupo da OMEP/BR/MS, é presidente da OMEP/Dourados e secretária executiva da OMEP/Brasil.

Filha de ferroviário, a professora Bazé conta que se apaixonou pela educação ainda muito jovem, em casa. “Meu pai trabalhava com vários funcionários braçais na Noroeste do Brasil, que não eram alfabetizados. Ouvimos no rádio, quando eu tinha 15 anos, que teria uma capacitação para escola Mobral [Movimento Brasileiro de Alfabetização] e que as pessoas poderiam abrir as salas em casa. Meu pai era o professor de alfabetização e eu fui ajudante dele no processo de alfabetização de adultos ensinando minha mãe, as amigas e os ferroviários. Ali nasceu o meu desejo de ser professora”, contou Terezinha Bazé.

Mãe do vereador Marcos Bazé de Três Lagoas, segundo ele, a professora Terezinha encontra-se no Rio Janeiro neste domingo e está animada com o novo projeto. “Minha mãe está recebendo muito apoio da família e dos amigos para fazer mais pelo nosso Estado”, comentou o filho.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.