Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Prêmio Sistema Famasul de Jornalismo: iniciativas sustentáveis do agro elevam produção de água


A sustentabilidade é uma das prioridades do agro em Mato Grosso do Sul. Por isso, a produção, a preservação e o uso racional da água são questões que fazem parte do dia a dia dos produtores, sendo áreas trabalhadas pelo Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS e pelo Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, desde a área educacional até a orientação a agricultores e criadores, com os programas de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG). 

O assunto foi escolhido como tema central do Prêmio Sistema Famasul de Jornalismo 2018: ‘O Agro como produtor de Água – iniciativas sustentáveis em MS que preservam recursos hídricos’. As inscrições vão até o dia 1º de outubro de 2018. 

Para o presidente do Sistema Famasul, Maurício Saito, o perfil empreendedor do produtor rural permite o desenvolvimento sustentável do setor produtivo. “O agro tem uma preocupação grande com a produção e com o uso racional da água. Temos no estado vários exemplos de iniciativas muito bem-sucedidas com o uso de novos sistemas produtivos, adoção de boas práticas e utilização de novas tecnologias”, avalia Saito. 

Entre as ferramentas produtivas, citadas por Saito, está o sistema de integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF). “Com essa ferramenta possibilitamos que as três atividades - o cultivo de grãos, a silvicultura e a pecuária - ao longo do tempo, sejam utilizadas da melhor forma, e ainda assegurem a preservação do solo e a produção da água”, comenta o presidente. 

A analista técnica do Senar/MS, Ana Beatriz Paiva, destaca que até mesmo águas residuais de atividades do agro estão sendo reaproveitadas para maximizar o uso do precioso recurso. “Na lavagem de pátios e salas de ordenha, muitos nutrientes estão ali. Então com a captação e depois o tratamento da água utilizada nesse processo, temos um efluente nutricional riquíssimo, que pode ser utilizado na fertirrigação de lavouras, fazendo com que, o que antes seria desperdiçado, ganhe um novo propósito”. 

Sobre o Prêmio

Poderão ser inscritas no prêmio reportagens publicadas nos veículos de comunicação de jornalismo impresso em jornal e revista, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo, veiculadas de 1º de novembro de 2017 a 1º de outubro de 2018.

O concurso cultural conta com uma plataforma online de inscrição. O acesso poderá ser feito por meio do site www.sistemafamasul.com.br/premiojornalismo. Neste endereço é possível fazer o upload de matérias via plataforma, conforme a categoria escolhida, e conferir o regulamento.

Fonte: Assessoria de Comunicação Sistema Famasul 
Por: Rodrigo Corrêa
Tecnologia do Blogger.