Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Congresso Brasileiro de Olericultura: “Em uma década, horticultura de MS avança 88%”, afirma Mauricio Saito

Divulgação
Bonito, município localizado a 300 quilômetros de Campo Grande, que atrai turistas do mundo todo pelo cenário aquático e belezas naturais, foi palco do 55º Congresso Brasileiro de Olericultura e do Encontro Latino-Americano de Horticultura. A abertura do evento, realizado pelo Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, com patrocínio do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, aconteceu nessa segunda-feira (06), no centro de convenções da cidade.

Na cerimônia, o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, destacou o resultado do setor alcançado com inovação e diversificação da cultura. “A olericultura e horticultura no estado tiveram uma evolução semelhante às cadeias de grão e pecuária de corte. De 2006 a 2016, exatamente uma década, considerando 16 itens do hortifrúti, o crescimento foi de 88%. Este cenário está ligado ao empreendedorismo do homem do campo e à introdução de novas tecnologias”.

Saito ressaltou que, apesar da elevação do patamar da atividade na região, o setor tem espaço para mais avanços. “Ainda somos considerados importadores de hortifrútis e, por isso, a necessidade de participar e incentivar um acontecimento como esse”.

Em tom de despedida da gestão, a presidente da Associação Brasileira de Horticultura, Tiyoco Nair Hojo Rebouças, falou da trajetória e da entidade no desenvolvimento da cadeia em todo o país. “Comemoramos mais uma edição deste evento que há 55 anos contribui na comercialização, mudança de hábito, cadeia produtiva, renda, entre outros aspectos. Encerro a minha temporada muito feliz [...] Saio com a sensação de dever cumprido frente a essa tão relevante entidade”.

Para o presidente do congresso, Antônio Correa de Oliveira, características ambientais contribuem com a proposta sustentável desta edição. “O fato de Bonito estar no centro da América do Sul nos levou a escolhe-lo para este evento, que possui uma das maiores reservas de água doce do país, além de estar próximo dos vizinhos da América do Sul. Tudo o que trouxemos de conteúdo foi pensado na sustentabilidade, na produção com menos impacto”.

Na abertura, a Associação Brasileira de Horticultura homenageou o presidente Mauricio Saito e o gestor do Departamento de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS, Francisco Paredes, que é vice-presidente da Comissão Organizadora do encontro, pela competência, dedicação e profissionalismo prestados na 55ª edição do evento que termina no dia 10 de agosto e reúne estudantes, profissionais, estudiosos do assunto.

Também participaram da cerimônia, o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan; o diretor-presidente da Agraer, Nogueira Borges; o secretário da Semagro, Jaime Verruck, representou o Governador de MS, Reinaldo Azambuja; o chefe geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Asmus; a presidente do Sindicato Rural de Bonito, Elza Trevelin, junto ao vice-presidente do Sindicato Rural deste município e diretor tesoureiro eleito do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni; o deputado estadual, Enelvo Felini; e o superintendente da Semagro, Rogério Beretta, além do vice-reitor da UEMS – professor doutor Laércio Alves de Carvalho.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul
Por: Rodrigo Corrêa e Ellen Albuquerque
Tecnologia do Blogger.