Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

TRÊS LAGOAS| Saúde do município investe mais de R$ 1,94 milhão na compra de materiais de consumo e de uso permanente

©Divulgação 
São materiais de uso médico-hospitalar de atenção básica, média e alta complexidade, saúde bucal, controle de endemias e CCZ

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), investiu mais de R$ 1,94 milhão de recursos na aquisição de materiais de consumo de manutenção e de uso permanente para as unidades de Atenção Básica de Saúde, Clínicas Especializadas, incluindo o CEM (Centro de Especialidades Médicas), Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Endemias, Saúde Bucal e Casa de Apoio de Campo Grande.
©Divulgação
Os investimentos, totalizando R$ 1.941.504,20, se referem às compras de materiais diversos de uso médico-hospitalar para suprir às demandas da SMS nos mais variados setores de atividades, relacionadas ao atendimento da população, como explicou a diretora do Departamento de Medicamentos e Laboratório da SMS, farmacêutica Andrea da Silva Nakamura.

“São variados materiais de compras efetuadas no período de junho até agora, e que acabamos de lançar no sistema de controle do Almoxarifado”, mostrou o Diretor de Serviços da Secretaria Municipal de Administração (SEAD), Tarsis Muniz.

A apresentação e conferência desses relatórios, na manhã desta quinta-feira (05), no Almoxarifado, foi acompanhada pela farmacêutica Andrea e por Geimes dos Santos, servidora lotada no setor Administrativo Financeiro da SMS.

Na listagem dos materiais adquiridos pela SMS consta, entre muitos outros, a compra de agulhas de coleta a vácuo, seringas, luvas, compressas, esparadrapo, ataduras elásticas e crepe, algodão, termómetros, sondas, aventais cirúrgicos descartáveis, lâminas para laringoscópio convencional, micronebulizador para inalação, sondas, coletores descartáveis de urina, lanternas clínicas para avalição pupilar, compressas de gaze algodonada, lâminas para bisturi e outros.

“Aparentemente, são compras de simples materiais, mas, pelos relatórios das compras, percebemos que são muito usados nas nossas unidades de saúde e de extrema necessidade para os corretos procedimentos dos profissionais da Saúde”, mostrou Andrea.
©Divulgação

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.