Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

TRÊS LAGOAS| Crianças de até cinco anos devem ser vacinadas contra Sarampo e Poliomielite em agosto

Mobilização das equipes de vacinação será intensificada nas unidades de Saúde e nas CEIs, no período de 06 a 31 de agosto

©Divulgação
A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas (SMS), por meio da coordenação do Setor de Imunização, prepara-se para a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, anunciada para o período de 06 a 31 de agosto.

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, recentemente comunicadas às Secretarias Estaduais de Saúde e aos Municípios, neste ano, nesse período, haverá a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite e o chamado “Dia D”, dia de mobilização nacional de vacina será no dia 18 de agosto, das 8h às 17h.

O público alvo desta Campanha Nacional de Vacinação são as crianças de um ano a cinco anos incompletos. Por isso, para melhorar os índices de cobertura das duas vacinas, a coordenação do Setor de Imunização da SMS de Três Lagoas está preparando um cronograma de ações, especificamente voltadas para o atendimento nos Centros de Educação Infantil – CEIs.

Como antecipou a coordenadora do Setor de Imunização, enfermeira Humberta Azambuja, as duas vacinas estarão disponíveis na Sala de Vacinas do Centro de Especialidades Médicas (CEM) e em todas as unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) e nas unidades de Estratégia de Agentes Comunitários de Saúde (EACS) da rede pública da SMS de Três Lagoas.

“Nesta campanha, além da vacinação nas Unidades de Saúde, iremos também intensificar a imunização das nossas crianças contra o sarampo e a paralisia infantil, matriculadas nos CEIs da Rede Municipal de Ensino (REME)”, anunciou Humberta.

“Os pais ou responsáveis serão previamente avisados sobre esta nossa campanha e quais os dias e horários em que estaremos vacinando as crianças nos CEIs”, observou a enfermeira Humberta.

ALERTAS

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil foi considerado livre do sarampo desde 2016, quando chegou a receber certificado de eliminação de circulação do vírus. Atualmente, a doença voltou a ser motivo de preocupação e alerta do Ministério da Saúde por conta dos novos casos e baixa cobertura vacinal.

Infelizmente, também preocupa o alto risco do retorno da poliomielite. Por isso, crianças de até cinco anos de idade devem ser vacinadas contra essas duas doenças.

De 1º de janeiro até agora haviam sido registrados 995 casos de sarampo no País, sendo 611 casos no Amazonas e 384 em Roraima, incluindo duas mortes, segundo a OMS.

No mês de junho, o Ministério da Saúde também informou haver alto risco de retorno da poliomielite em pelo menos 312 cidades brasileiras. A doença era considerada erradicada no continente sul-americano desde 1994, após décadas provocando milhares de casos de paralisia infantil.

ASSECOM
Tecnologia do Blogger.