Header Ads

LEIA TAMBÉM
recent

Juíza determina internação provisória de aluno que atirou contra colegas em escola de Goiânia

Decisão foi da magistrada Mônica Cézar Moreno Senhorello. Adolescente, que matou dois colegas e feriu outros quatro, deve ficar internado por 45 dias.

Juíza determina internação provisória de adolescente que atirou contra colegas em escola (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)
A juíza plantonista Mônica Cézar Moreno Senhorello acatou recomendação do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) e determinou, neste sábado (21), a internação provisória do aluno que atirou contra colegas no Colégio Goiyases, em Goiânia. O adolescente, de 14 anos, que está apreendido na Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), a medida tem como intuito proteger o adolescente, matou dois estudantes e feriu outros quatro.

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), o menor deverá se apresentar ao Juizado da Infância e Juventude na segunda-feira (23).

A recomendação foi feita pelo promotor de Justiça Cássio Sousa Lima, que ouviu o menino nesta tarde. Segundo ele, o intuito era proteger o adolescente, que é filho de militares.

"Eu tomei a medida de representar pela internação provisória dele por 45 dias até que termine o processo. Essa medida deve ser retocada de certos cuidados em virtude de ser filho de policiais militares para não colocar no meio de elementos perigosos que possam causar algumas represálias", disse o promotor à TV Anhanguera.

Por Sílvio Túlio, G1 GO
Tecnologia do Blogger.